Diagnostiquei meu estilo em 5 passos

No último post eu falei que tinha começado a fazer um diagnóstico do meu estilo. Na verdade estou tentando me descobri, decidir o que eu realmente gosto. E eu diagnostiquei meu estilo em 5 passos.  Lembrando que tudo isso começou quando decidi mudar meu guarda roupas.

Então vou compartilhar com vocês o método que usei para fazer esse diagnóstico. Comecei lembrando do curso de consultoria de imagem que fiz em 2013, na época aprendi algumas técnicas que os stylists usam com seus clientes. Mas como dizem: “Em casa de ferreiro o espeto é de pau.” Assim, nunca cheguei a aplicar as técnicas em mim mesma. E sinceramente acredito que demorei tanto para fazer isso porque a tarefa não é simples, essa coisa de se auto conhecer exige muita sinceridade com a gente mesmo e exige desapego.

Pré requisito para esse diagnóstico

Já vou dizendo que o pré requisito para conseguir fazer um diagnóstico do nosso estilo é sermos muito sinceros com nós mesmos. Precisamos estar de coração aberto para abrir mão de alguns apegos e aceitar algumas verdades. Por exemplo, no processo vamos precisar decidir quais roupas que temos no guarda roupa que realmente gostamos, e as vezes assumir que uma blusa linda, que super desejamos usar, definitivamente não faz nosso estilo e precisa sair. Tendo em base esse pré requisito, aqui vamos nós.

Primeiro passo: Quais são as coisas mais importantes para você na hora de se vestir?

A primeira pergunta que respondi para mim mesma quando comecei meu diagnóstico foi essa. Afinal é nela que me baseio na hora de escolher o que vou vestir e até mesmo na hora de comprar. Para mim as coisas mais importantes são:

1- Conforto (sempre!);

2- Não estar indecente (isso quase entra no conforto para mim, já que se eu achar que a roupa está mostrando demais eu não vou ficar confortável);

3- Visual estiloso (não precisa ser fashionista, mas tem que ter um certo estilo);

4- E no dia a dia gosto de visual despojado, porém bem cuidado. Isso significa que mesmo sendo despojado não quero parecer desleixada.

O mais legal desse item, é que ele me norteia 100% na hora das compras, se eu sigo essas quatro itens, quase nunca erro na hora de comprar, já que escolho peças que estão sempre de acordo com o que acho importante.

diagnostiquei-meu-estilo-em-5-passos-faz-bem

Segundo passo: Quais peças você se sente bem usando?

Essa foi a hora que pensei em tudo que tenho no guarda roupa e separei o que de fato eu amo usar. Provavelmente essa a parte que precisamos mais da sinceridade, como falei lá em cima. É preciso falar a verdade e assumir que existem coisas que nunca saem do guarda roupa para ir para um look.

Fiz uma lista completa de tudo que me veio a mente. Não vou escrever a lista toda aqui, mas ela inclui jeans (short mais compridinho e calça skinny), não adianta inventar, gosto de skinny e se a boca for mais larga simplesmente não uso. Saias e vestido precisam ter comprimento ok e não serem esvoaçantes demais, se eu tiver que ficar vigiando pego bad da roupa, t-shirts, camisetas lisas, camisas, jaqueta de couro, malhas…. Nos pés gosto de sapato baixo, eu tenho apenas um salto e nunca uso, que a verdade seja dita.

Enfim, cada um vai ter uma lista diferente, claro! Mas é muito importante você ser sincera consigo mesma.

diagnostiquei-meu-estilo-em-5-passos-pecas

Terceiro passo: Analise seus painéis do Pinterest.

Eu usei o Pinterest, porque já tenho super costume de montar painéis com looks que vou vendo e gostando (já me segue no Pinterest?). Daí eu aproveitei para rever todos e analisar o que os pins tinham em comum. Esse exercício foi muito legal, porque foi possível ver exatamente o que realmente curto nos looks. Vi muito look com camisas, jeans skinny, shorts jeans, sapatos baixos. O mais legal é que percebi que muito do que gosto eu já uso mesmo, portanto não estou tão distante de definir o que realmente me faz bem na hora de vestir.

Então se você já é usuário do Pinterest, corre lá e analise seus pins. Mas se você ainda não é, vai ter um pouco mais de trabalho, porque vai precisar começar a marcar os looks que você gosta, para só depois analisar. Pine tudo que você achar que gostaria de usar! Seja feliz nessa hora.

Nesse tópico também é possível usar revistas, caso você goste de revistas de moda. Faça recortes de looks que você acha muito legal e gostaria de usar, vai selecionando vários e depois analise o que eles tem em comum. Pense se você se sentiria bem usando todos os eles.

Esse exercício vai ajudar muito a definir o que você realmente almeja para seu guarda roupas, mesmo que muitas peças você ainda não tenha.

diagnostiquei-meu-estilo-em-5-passos-pinterest

Quarto passo: Quais são as cores que você mais gosta de usar?

Definir a paleta de cores foi bem difícil para mim. Eu sei que amo as cores básicas: preto, cinza e branco. Porém, apesar de estar buscando um guarda roupas minimalista, não significa que eu queira me vestir de forma minimalista. Eu quero um pouco de cor e estampas. E decidir quais cores eu amo é mais complicado.

No fim das contas acho que fico com vermelho, azul, verde militar e vinho.  É claro que ninguem precisa se engessar numa paleta de cores, porém ter em mente as cores que realmente gostamos e que nos sentimos bem usando facilita muito na hora das compras. Vai ajudar a não errar, comprando cores que depois vão acabar ficando encostadas, eu por exemplo não sou fã de amarelo em mim, já tive blusa amarela que nunca usava. Além disso, saber as cores que temos no guarda roupas facilita a comprar peças que combinam entre si.

Já no quesito estampas, gosto de estampas mais discretas, nada muito escandaloso.

diagnostiquei-meu-estilo-em-5-passos-cores

Quinto passo: Tente definir em quais estilos globais você mais se enquadra.

Depois de responder todas essas questões acima, essa última fica fácil. No último post eu falei exatamente dos estilos que considero universais. Teve gente que falou que ficou confusa, que na verdade não gosta de definir um estilo só, que achou que é mais de um estilo e por aí vai. Como eu disse lá, ninguém é apenas um estilo. Porém, depois que você se auto analisa, vai acabar percebendo que você tem sim alguns estilos mais predominantes.

Eu acabei percebendo que sou muito casual/esportiva, mas que as vezes passo pelo contemporâneo. No geral meu guarda roupas tem peças que são predominantes desses estilos. Mas eu tenho muito essa coisa de vestir de acordo com o humor, então as vezes quero sair mais romântica, ou mais poderosa, ou mais fashionista. Para isso eu costumo transformar esses outros estilos predominantes para se adequar ao meu humor do dia. Mas eu nunca vou dizer que meu estilo é sexy ou romântico, por exemplo, eu não gosto de fendas, decotes, roupas super justas. Simplesmente não faz parte de mim. Também não gosto de roupas fofinhas, floridinhas, com babadinhos, cores clarinhas, posso até ter um outra peça assim, mas nunca vai predominar meu guarda roupas.

diagnostiquei-meu-estilo-em-5-passos-estilo

É meio confuso entender isso né?! Mas eu acredito que se vocês se analisarem, vão acabar entendendo onde quero chegar.

Esses foram os passos que segui para diagnosticar meu estilo. No fim das contas eu percebi que gosto de ser básica, porém com estilo. Sei que peças de cores básicas são essenciais pra mim e que o conforto vai sempre estar acima da beleza. Agora partirei para a próxima fase: definir o que ficará no meu guarda roupa de fato, o que vai sair e o que eu quero que entre.

Mas por hora estou louca para saber o que vocês acharam, me contem o resultado do diagnostico de vocês, estou amando a troca que estamos fazendo por aqui. Sei que logo logo teremos nossos guarda roupas funcionais e estaremos livres do consumismo injustificado!

Compartilhe esse post
Últimos Comentários
  • Adorei muito o post! Ainda tenho que ler o post pra entender um pouco mais e saber em quais estilos eu me encaixo, mas percebi que o que eu sou e o que eu quero usar, é completamente diferente do que eu tenho no guarda roupa. Enquanto meu board de inspiração no pinterest é cheio de peças lisas e com cortes diferentes, aqui em casa tem muita estampa e sempre mais do mesmo. Chega! Depois me empolgar nessa coisa do armário cápsula, decidi fazer uma lista de todos os itens que realmente gosto e quero ter, e aos poucos vou mudando as coisas por aqui. 🙂

DEIXE UM COMENTÁRIO