Procrastinar é quase um mal do século. Hoje temos tantos atrativos para nos distrair das tarefas necessárias. Seja ver uma série, navegar pela internet, visitar todos os blogs você for capaz de encontrar, ver todos os snaps da sua lista, enfim, opção é o que não falta. E nesse mundo de opções nos perdemos, e deixamos para depois coisas que queremos muito, que seriam importantes e que nos fariam bem.

Mas também existe a preguiça e falta de coragem. A primeira é complicada de justificar, e nem deve ser justificada. Tem que ver o problema e lutar contra ele. Agora a falta de coragem, sei que muita gente sofre disso, eu sofro disso muitas vezes. Muitas razões nos levam a esse problema, pode ser a falta de acreditar na nossa capacidade, o medo de falhar, o medo de tomar decisões erradas.

Todo esse conjunto de situações nos levam a empurrar planos com a barriga, até chegar em um ponto que pensamos que já é tarde demais para fazer o que gostaríamos. Hoje eu estou aqui para dizer que nunca é tarde demais! Nunca é tarde demais para voltar estudar, para fazer a viagem dos sonhos, para fazer um intercâmbio, para ajudar alguém, para aprender algo novo.

Enquanto estamos respirando, estamos vivendo e, portanto, ainda é hora de fazer. Recentemente passei por um daqueles momentos de muita reflexão, daqueles que a gente sofre por ouvir uma verdade que  não quer aceitar, que chora porque acha que passou muito tempo e já não dá pra voltar atrás. Eu estava assim porque percebi que não tinha feito muitas coisas que planejei fazer quando decidi mudar para a Irlanda.

Até então eu estava pensando que era tarde demais, já tem mais de um ano que estou aqui, como mudar a realidade agora? Mas então decidi que se ainda estou aqui, porque não fazer o que queria ter feito? Estou atrasada? Estou! Mas antes atrasado, do que não comparecer. Minhas duas decisões foram: 1- fazer um trabalho voluntário e, consequentemente, melhor meu inglês e deixar minha ajuda para a comunidade irlandesa; 2- Me abrir para conhecer mais gente! Fazer amigos, socializar.

Na manhã seguinte a minha “reflexão” corri atrás disso! Comecei meu voluntário essa semana e já comecei a me abrir para fazer mais amigos. Você pode pensar que essas coisas são tão bobas, que não faz sentido eu ter grilado tanto, era só resolver e fazer. Só que sou tímida, muito! E também tenho um probleminha de falta de confiança em mim. Essas são coisas que estou lutando há muito tempo e cada decisão de sair da zona de conforto é uma batalha vencida.

Então minha gente! Se você quer fazer algo, mas já passou tanto tempo que parece que é tarde demais, não se engane. Ainda dá tempo. Lute sua batalha e vai lá e faz! Meus exemplos foram simples, mas você pode fazer o mesmo por qualquer coisa que deseja, seja aprender alguma coisinha nova, ou viver uma aventura. E não se esqueça de vir aqui me contar se meu conselho te ajudou 😉

Compartilhe esse post
Últimos Comentários
  • Olhaa eu aqui no seu novo blog haha! Nossa Cynthia me identifiquei demaisss com o post, mas costumo dizer pra mim mesma que essa falta de coragem na verdade se chama falta de vergonha na cara, eu tive quase 3 anos para ficar fera no inglês e o que eu fiz? Deixei pra depois, agora que faltam só 9 meses tô tentando correr atrás do prejuízo, mas pra mim voltar a estudar inglês foi uma vitória, tenho problemas em relação aos posts do blog, a manter uma rotina, estou trabalhando nisso haha tenho que estudar um curso online que comprei e tbm está difícil, mas nunca é tarde mesmo, o tempo que perdemos não irá voltar, agora é correr atrás e não deixar a peteca cair!

    Parabéns pelo novo projeto de vcs! Todo sucesso do mundo!

    Beijoos

DEIXE UM COMENTÁRIO